quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Plano Caracas?


Até o presidente Lula, em conluio com Daniel Ortega, Hugo Chávez e, ficará claro, Maurício Funes, presidente de El Salvador, decidirem ajudar a democracia hondurenha, o país vivia uma situação difícil, mas estava em paz. A esmagadora maioria da população repudia Manuel Zelaya.

Agora, o país vive sob toque de recolher, suspenso por algumas horas, quando se formam, então, filas imensas em busca de comida, combustível etc. Procurem no arquivo. Isso estava no chamado Plano Caracas, de Chávez. A etapa final do processo, se tudo correr conforme está na prancheta, é uma revolta popular, com algumas dezenas de mortos, um racha nas Forças Armas e a deposição de Roberto Micheletti, com a reinstalação no poder de Manuel Zelaya. Isso só poderia ser feito com… toque de recolher. Só que, nesse caso, sob o comando do que chamam “presidente constitucional”. Toque de recolher decretado por bolivariano é um verdadeiro poema em homenagem à democracia.

Já há um morto. Podem pôr na conta de Lula.

(fala-se em 3 mortes, mas só uma relacionada ao confronto)


Reinaldo Azevedo

Nenhum comentário: